Taquari, 19 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
29/09/2017
Mais um cruzamento perigoso

O dia 25 de setembro é destinado a ações de conscientização sobre a humanização no trânsito em todo o país e marca a promulgação do Novo Código Brasileiro de Trânsito, em 1997.
Em Taquari, há diversos pontos em que frequentemente ocorrem acidentes, especialmente os que receberam pavimentação asfáltica recentemente, como a Rua da Paz, Vereador Praia, Fábio Haussen Pereira, entre outros. 
No Bairro Prado, após a pavimentação da rua José Porfírio da Costa e da Otto Hentz, o número de acidentes aumentou no cruzamento com a rua Pontes Filho. Nos horários de pico, como meio-dia e final de tarde, o movimento intensifica e o risco de acidentes cresce.  
Uma comerciante diz que em três meses ocorreram dois acidentes com lesões, sendo necessário acionar o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU). “É uma falta de cuidado total das pessoas, de respeito com a sinalização. Já vimos acontecer casos de não ter ocorrido acidente por questão de milagre. Moro aqui há 20 anos e, se comprarar, tem bastante diferença. É muita falta de cuidado dos motoristas, tanto por parte de quem anda a pé, de bicicleta ou motoristas”, conta a comerciante Geci de Fátima Azevedo Scherer, 42 anos.
No local, há sinalização, porém muitas pessoas desrespeitam. “Um senhor quase foi atropelado na faixa de segurança. Simplesmente, desviam e passam. O problema é só o desrespeito à sinalização”, afirma. Para que haja uma redução, ela acredita que seja necessário reforçar e indicar o sentido preferencial da via. 
Outro comerciante que reside no local, há 28 anos, Jonas Borba, também atribui os acidentes à irresponsabilidade das pessoas. “Principalmente ciclista. Atravessa a rua sem olhar pra os lados, e os motocilistas, depois que asfaltaram esta rua aqui (Otto Hentz), tiraram para fazer pega ou ficar empinando no horário do meio-dia ou à tardinha, na saída do serviço. Acontece de virem acelerando e não conseguirem frear, quase bater ou fazer a curva direto sem olhar”, conta. Ele disse que muitos acidentes sem gravidade nem são registrados. “Toda a semana tem alguma coisa”.
Pai de duas meninas, ele afirma que não permite que as crianças brinquem na rua, como ele fazia, em função do perigo oferecido pelo trânsito. “Aqui na nossa esquina hoje não tem como deixar uma criança na rua. Todo mundo se criou brincando aqui, mas hoje não dá mais, é bem complicado”.
 
Ações da prefeitura
 
Para melhorias no trânsito, a prefeitura tem, através de parceria com empresas, construido rótulas. Em um ano, foram feitas três: na Avenida Lautert Filho cruzamento com a José Porfírio da Costa e Avenida 20 de Setembro (parceria com a TK Net) ; Albino Pinto, esquina com a Sete de Setembro (parceria com a Panificadora Paraíso) e Albino Pinto esquina com Avenida Ceci Leite Costa (Plano Costa de Assistência Familiar). A intenção é construir outras rótulas no Centro. 
Conforme a prefeitura, “optou-se pela construção das rótulas por vez para que as mudanças no trânsito da cidade sejam gradativas e causem o menor transtorno possível”. 
A prefeitura não informou se há previsão de algum investimento específico para o cruzamento da Pontes Filho com a José Porfírio da Costa, no Prado. Disse, através de e-mail, que a Equipe do Departamento Municipal de Trânsito segue trabalhando na recuperação da sinalização, pinturas de faixas de pedestres e meio-fio para tornar o trânsito mais seguro. “Desta forma, mesmo com o momento de crise, estamos nos empenhando para termos uma cidade com um trânsito seguro para todos. Cabe salientar que também é preciso contar com o respeito às leis pelos motoristas e pedestres”. 
 
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por