Taquari, 19 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
06/10/2017
Manutenção de reservatório e vazamentos ocasionaram falta de abastecimento de água

Desde a sexta-feira, 29 de setembro, até a última terça-feira, dia 3 de outubro, ocorreram diversas interrupções no abastecimento de água feito pela Companhia Riograndense de Sanemaneto (Corsan). Segundo a chefe da unidade de seneamento de Taquari, Amanda Martins Mafassiolli, as interrupções ocorreram em função de vazamentos na rede de abastecimento, durante a manutenção do reservatório situado na Aleixo Rocha da Silva.
O problema atingiu os bairros União, Rincão, Prado, Léo Alvim Faller, Coqueiros, Santo Antônio, Loteamento São José, Colônia Vinte, Tinguité, Boa Vista e Beira do Rio. Em determinados momentos, quatro mil clientes da Corsan ficaram sem água. Na terça-feira, ocorreu o maior período de interrupção, chegando a 17h no total.
Muitos moradores destes bairros sofreram com a falta total de água, boa parte em função de não haver reservatórios domiciliares. O Fato Novo entrou em contato com a direção da Escola Municipal Osvaldo Ferreira Brandão, situada no bairro Prado, um dos atingidos pela falta de abastecimento, para saber se as interrupções causaram transtornos no educandário, que possui 379 alunos. De acordo com a diretora Iara Fazenda Machado, pela escola possuir duas caixas d’água, não ocorreram grandes problemas. “A gente conseguiu contornar bem a situação”, disse. Segundo a diretora, foi solicitado aos alunos que trouxessem garrafas de água para o consumo próprio, além de que a merenda durante a semana foi substituída por refeições que não gerassem tanta louça, como frutas e bolachas.
De acordo com a chefe da unidade de saneamento de Taquari, Amanda Martins Mafassioli, não havia como a companhia prever os períodos em que ocorreriam as interrupções. Isto porque a falta de abastecimento foi gerada em função de vazamentos na rede de água. “O vazamento não tem como prever, não tem como avisar que vai acontecer um vazamento na rede. Como o reservatório da Aleixo está seco para a manutenção, os bairros abastecidos por ele estão sendo abastecidos pelo reservatório do Rincão. Com essa troca, ocorreu instabilidade na pressão e como ainda existem trechos antigos e precários de rede, que serão substituídos por PVC, sendo que já existe projeto para isso, houve os rompimentos. Para efetuar o conserto de um vazamento, é necessário fechar a rede”, explicou Amanda.
Para tentar resolver a situação, a Corsan diz que está trabalhando com uma vazão mais baixa e constante da água. “Antes a estação de tratamento trabalhava das 5h às 24h, agora estamos trabalhando 24h para monitorar a vazão e a reservação e evitar que a pressão aumente na madrugada, quando diminui o consumo. Vazamentos são ocorrências imprevisíveis, mas dessa forma que estamos monitorando tem dado certo”, disse Amanda.
Conforme a chefe da unidade de saneamento, está previsto no contrato de prestação de serviços, feito com a Prefeitura de Taquari, a instalação de reservatórios domiciliares, por parte dos usuários, para que seja amenizado este tipo de transtorno decorrente de manutenção na rede. Em caso de problemas, os clientes podem solicitar informações através do canal 0800 646 6444, com atendimento protocolado e 24 horas, ou, em horário comercial, pelo telefone 3653-1394.
 
O que ocasionou as interrupções
 
Sexta-feira, 29/09/17 – vazamento na Av. Promissão, cerca de 4000 imóveis, rede fechada por 5h.
 
Sábado, 30/9/17 – vazamento na Campo Romero, 884, rede fechada por 5h, cerca de 4000 imóveis.
 
Sábado, 30/9/17 – vazamento na Pontes Filho, 330, rede fechada por 4h, cerca de 150 imóveis.
 
Sábado, 30/9/17 – vazamento na Lautert Filho, frente Mármores Feyh, rede fechada por 3h, cerca de 140 imóveis.
 
Domingo, 01/10/17 – vazamento na Campo Romero, 500, rede fechada por 4h, cerca de 4000 imóveis.
 
Terça, 03/10/17 – vazamento na VRS 868, frente ao Mercado Rodrigues, vazamento na Campo Romero, 507 e conserto de registro na Pontes Filho esquina com Aleixo Rocha,  rede fechada por 12h, cerca de 4000 imóveis.
 
Terça, 03/10/17 – vazamento na VRS 868, 2302 – rede fechada por 5h, cerca de 4000 imóveis.
 
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por