Taquari, 11 de Dezembro de 2017
NOTÍCIAS
01/12/2017
Taquari tem o pior desempenho do Vale na geração de emprego

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), feito pelo Ministério do Trabalho, divulgou os números da geração de emprego referentes a outubro de 2017. No mês, foram registradas 31 demissões a mais do que contratações em empregos formais em Taquari. Com o resultado, o município atinge o saldo de 60 postos de trabalho a menos neste ano. A situação é a pior do Vale.
As funções que tiveram os piores saldos foram eletricista de instalações, com 23 demissões a mais do que contratações; vendedor do comércio varejista, com 18 desligamentos a mais; e trabalhador no cultivo de árvores frutíferas, com 16. Já as funções que tiveram os melhores resultados foram eletrotécnico, com 17 contratações a mais do que demissões; trabalhador de extração florestal, com 13 admissões a mais; e garçom, com 10.
 
O que diz a Prefeitura 
 
A Administração Municipal enviou nota sobre o caso. Segue, na íntegra. “Dentro da maior crise econômica que o país vive nas últimas décadas, Taquari se mantém estável no índice de empregos. No pais, são 14 milhões de desempregados, e isso reflete na economia local. A crise e instabilidade política dificultam a geração de emprego. A Administração tem investindo na implantação de  políticas públicas de incentivo para empresas e microempreendedores para geração de empregos, todo esse empenho já tem refletido na abertura de vagas no mercado de trabalho,  com a instalação da Vip Vans, com a abertura de um novo estaleiro no município. E na licitação para vinda da Zanc, que gerará 600 empregos diretos na cidade, conseguiremos atender uma grande demanda da população que é o emprego. E, nesta última segunda-feira, nos reunimos com empresários locais para conversar sobre a implantação do condomínio de empresas no município. Mesmo com a crise, seguimos investido e realizando um trabalho sério nesta área”, disse a Prefeitura.
 
Na região, são 1.224 empregos a mais
 
A geração de emprego está positiva no Vale do Taquari em 2017. Entre janeiro e outubro deste ano, são 1.224 postos de trabalho formal a mais na região.
O município que teve o melhor resultado foi Lajeado, que registrou 758 contratações a mais do que demissões. Arroio do Meio teve o segundo melhor saldo, com 135 admissões a mais do que desligamentos; e Teutônia, o terceiro, com 113 admissões a mais.
Já os piores resultados são de Taquari, com 60 demissões a mais; Colinas, com 41; e Doutor Ricardo, com 38.
Tabaí registrou 44 contratações a mais do que demissões, Fazenda Vilanova registrou 11 admissões a mais do que desligamentos, e Paverama teve saldo negativo, com 11 demissões a mais do que contratações.
 
Números do estado e país são positivos
 
O Rio Grande do Sul registrou, entre janeiro e outubro de 2017, 4.337 contratações a mais do que demissões. No Brasil, são 217.402 empregos a mais.
 
 

 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por