Taquari, 25 de Maio de 2018
NOTÍCIAS
08/12/2017
Escola Emílio Schenk é campeão geral do JET

Pelo segundo ano consecutivo, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Emílio Schenk é a campeã no quadro geral de medalhas dos Jogos Estudantis Taquarienses (JET).
A competição encerrou no mês passado, com as provas de atletismo. O educandário encerrou a competição com 31 medalhas, sendo 12 de ouro, 11 de prata e oito de bronze. Na segunda colocação, ficou a Escola Estadual Nossa Senhora da Assunção, com uma a menos de ouro e 27 no total (11 de ouro, 11 de prata e cinco de bronze) e, em terceiro Pereira Corujs, com 25 medalhas (nove de ouro, cinco prata e 11 de bronze).
Este é o segundo ano consecutivo em que a Emílio Schenk lidera o quadro de medalhas. Para a diretora, Sandra Regina da Silva, o desempenho decorre das atividades desenvolvidas na oficina de esportes, realizada no educandário, através de um profissional disponibilizado pela Secretaria da Educação, o que não ocorre em outras escolas. “Fico muito feliz com este resultado. É um trabalho em equipe. No momento em que o aluno entra na quadra, é o resultado final do que foi feito dentro da escola. Os alunos vão para a quadra batalhar, mas a escola tem que se estruturar para ofertar este horário de treino, ter o professor, ter a responsabilidade de ficar com os alunos no turno contrário”, conta a diretora.
Para a professora de educação física, Daiane Vilanova Reis, o resultado foi uma surpresa. “No ano passado, eu esperava e trabalhamos bem focados para isso. Neste ano, por eu ter pego a vice-direção da noite, achei que não tinha me dedicado tanto quanto no ano passado. Conquistamos na última modalidade e na última prova. Destaco o nosso mirim feminino que ganhou todas as competições coletivas”, diz a professora, que teve a parceria dos colegas Marcos Pereira, Rosangela Kerber, Everton Pacheco, Ana Paula Costa e Everton Brandão.
 
Oficina deverá ser aprimorada para 2018 
 
A oficina de esportes deverá ter continuidade no próximo ano e a intenção é ter mais um professor para aproveitar melhor o tempo dos alunos. Outros objetivos para 2018, são cobrar o desempenho em sala de aula e trabalhar a questão psicológica. “Porque ainda chegam lá e se acham inferiores”,diz Daiane. 
Aproximadamente 50 alunos da Emílio Schenk se envolveram com o JET neste ano, o que provocou uma mudança no comportamento de muitos deles. Como é o caso da Larissa Gabriela de Castro Boeck, 12 anos, que integrou a equipe de handebol da escola neste ano. “Eu jogava no ano passado, mas tive uns problemas familiares, parei e voltei neste ano. Antes eu só ficava em casa, não saia, só mexendo no celular ou ajudando minha mãe a arrumar a casa. Fui nos treinamentos, fiquei interessada e estou até hoje”, conta. Para a diretora, o envolvimento no esporte rendeu resultados na sala de aula. “Ela amadureceu muito e a autoconfiança veio do esporte. Neste ano, ela é uma outra menina. Era muito insegura, até na sala de aula, achava que nada conseguiria. Este ano é outra menina, amadureceu muito em todos os sentidos”, diz a diretora.
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por