Taquari, 22 de Maio de 2018
NOTÍCIAS
12/01/2018
TABAÍ: Funcionários participaram de reunião com o prefeito sobre situação econômica

Na sexta-feira, 05 de janeiro, o Prefeito Arsênio Cardoso realizou reunião com os funcionários da prefeitura para inteirá-los da situação econômica que o país atravessa e, consequentemente, os estados e os municípios. 
“Primeiramente, a previsão orçamentária era uma e aconteceu outra, claro que inferior ao previsto devido à redução do orçamento da União. Por exemplo, tínhamos uma previsão de arrecadarmos R$ 15.686.191,00 em 2017 e arrecadamos somente R$ 14.520.795,22 e, para 2018, a previsão é menor, ou seja, R$ 15.551.335,00. Tais números comprometem  maior valorização dos servidores, assim como novas oportunidades de vagas futuras”, explicou a administração. 
Segundo a assessoria da prefeitura, o prefeito  mostrou a evolução de crescimento populacional que se opõe à queda de arrecadação, “sendo que o Fundo de Participação, que é a maior receita, somente será reajustado quando tivermos 10.500 habitantes, fazendo projeções, porque a arrecadação é o maior sustento nas áreas sociais e, com o crescimento da população e a arrecadação no mesmo índice, os atendimentos sociais ficam prejudicados, e isso causa preocupação aos administradores. Então, temos que investir nas outras fontes de receitas, como ICMS, ISS, IPTU, que são as principais além do FPM; para isso precisamos investir na geração de emprego e renda que vai alavancar o movimento financeiro e as contribuições”, afirmou Cardoso.
O prefeito ainda falou da  importância da sintonia entre as secretarias e o objetivo e finalidade de cada uma para o crescimento econômico e social do município, através de suas funções perante à sociedade, que são os seus fiscais e patrões. 
“Além de deixá-los cientes de seus compromissos e responsabilidades com o bem público, salientamos a importância de cada um para o bom funcionamento da máquina pública e que nenhum deverá abrir mão desse valor, pois é muito ruim para o administrador, e muito mais para o servidor, sentir que sua ausência ou presença “tanto faz.”
Diante desse quadro, a administração procura alternativas para seguir atendendo as necessidades da população, reduzindo valores com gastos de telefone, água, energia elétrica e a diminuição da remuneração dos cargos comissionados ou, até, demissões”, diz nota de Cardoso.
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por