Taquari, 19 de Fevereiro de 2018
NOTÍCIAS
19/01/2018
Taquari pode receber curso de formação de soldados da Brigada Militar

Taquari poderá ter um reforço na segurança pública. Para isso, a cidade precisará oferecer um local para a realização do curso de formação de policiais militares. É o que afirma o capitão da Brigada Militar de Taquari, Rogério Armando Bueno Hoffmann Filho.
Segundo ele, o Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) do Vale do Taquari informou a ele que, para a realização do novo curso, que formará cerca de 2.100 soldados, a Brigada Militar está autorizada a realizar as aulas em municípios que disponibilizarem um espaço para tanto e alojamento para, pelo menos, 150 alunos.  “A minha missão é ver um lugar na cidade que seja possível e que tenha a estrutura adequada. Depois, o comando vai analisar o lugar e ver qual é o mais vantajoso para o curso”, afirmou. 
O local escolhido deverá disponibilizar salas de aulas para todos os alunos, alojamento com camas e banheiros, além de um espaço para as aulas de tiro.A previsão é que o curso inicie no final, com duração aproximadade nove meses. O capitão destaca a importância de trazer o curso para Taquari. “Nós podemos ter cem policiais durante quase um ano trabalhando na cidade”, disse. Além disso, o CRPO garantiu que os policiais formados atuarão na região onde ocorrer o curso.
Porém, ainda de acordo com o capitão, Taquari não é a única cidade que está se mobilizando para trazer o curso, uma vez que a falta de efetivo é um problema que afeta todo o Estado. “Em outras cidades, estão vendo a possibilidade de fazer em prédios públicos ou até prédios particulares. Então, depende só de nós, do apoio da comunidade para que esse projeto dê certo”, afirmou.
 
Em reunião com secretário de Segurança, Prefeito coloca município à disposição para curso
 
Na última terça-feira, o prefeito Emanuel Hassen de Jesus, o Maneco, e o vice André Brito se reuniram com o secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, em Porto Alegre. Durante a reunião, Maneco deixou claro ao secretário de Segurança que Taquari está disposta a receber o próximo curso para formação de policiais militares.
O prefeito também entregou um ofício a Schirmer. Nele consta que Taquari dispõe da estrutura do  Instituto Agrícola Presidente Dutra (IAPD), com todas as condições necessárias para a realização do curso, desde salas de aulas, dormitórios, cozinha, refeitório, além de uma área para a realização de atividades físicas e esportivas. Ele também ressalta que o prédio é de propriedade da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Sul. 
Além disso, Maneco destacou no documento que o Município se coloca a disposição para colaborar com recursos humanos, transporte e infraestrutura que forem necessários, dentro dos limites financeiros, para garantir a realização do curso.
“Nós nos colocamos a disposição para ser parceiro do Governo do Estado. Aquilo que precisar complementar para dar certo é só Governo dizer que a gente vai fazer”, garantiu. “Sabemos que outros municípios também estão pleiteando sediar o curso, mas não vamos medir esforços para termos esse privilégio.”
De acordo com o prefeito, a reunião com Schirmer foi positiva. “O secretário disse que a decisão do curso vai ser tomada só no final de março ou início de abril. Ele disse que vai colocar Taquari como uma das prioridades e vai, assim que definir a quantidade de policiais que vão entrar em curso, manter contato conosco para ver se o local é tecnicamente viável”, afirmou.
 
Apoiadores de Taquari procuram IAPD
 
Na tentativa de realizar o curso de formação em Taquari, o capitão da Brigada Militar procurou o grupo Apoiadores de Taquari, que desde outubro do ano passado vem realizando ações para auxiliar a polícia.
Em entrevista a O Fato Novo, o presidente do grupo, Luciano Lautert, proprietário do Bolishow, falou sobre a importância de colaborar com a Brigada Militar. “Decidimos ajudar porque precisamos trazer este curso para Taquari. Caso isso aconteça, nós vamos ter cerca de 100 policiais por nove meses. Isso seria muito bom para Taquari”, afirmou.
Luciano disse que o grupo, juntamente com o capitão Armando, visitou a Comunidade Pella Bethânia e o Instituto Agrícola Presidente Dutra (IAPD) para ver qual deles poderia abrigar os alunos. Segundo ele, as tratativas com a direção do IAPD foram as que mais avançaram, e o grupo ganhou um novo apoiador. 
“No sábado passado, o presidente da Fundação de Proteção Especial, José Luís Barbosa, veio a Taquari, conversou conosco e disponibilizou todo o material necessário para o alojamento, incluindo camas, colchões e armários”, afirmou.  
Nesta quarta-feira, Luciano e o capitão Armando foram até o IAPD tirar as fotos e fazer um novo levantamento do local para realizar um dossiê a ser entregue ao Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO).  
 
Apoio da comunidade
 
Para Luciano, a realização do curso trará benefícios não só para a segurança, mas também para a economia de Taquari. “São cerca de 150 soldados que tem um salário superior a dois mil reais. Eles vão gastar no comércio, nos supermercados, nos restaurantes. É como se tivesse uma empresa, por nove meses, com mais de 130 trabalhadores que a gente vai ter que atender”, disse.
 
 

VÍDEO

No dia 16 de maio, um bugio que estava no Bairro Praia teve um choque ao deitar-se sobre os fios de energia elétrica. Ele caiu dos cabos da rede e foi socorrido por pessoas que estavam nas proximidades, entre elas, o agricultor Seloí Lang, conhecido por Nego do Rincão, que fez massagem e assoprou sua boca.

mais vídeos

 
CLIMA
 
EDIÇÕES
Contato
(51) 3653.3795
(51) 3653.4719
(51) 9861.6358

Copyright © Jornal O Fato Novo 2013. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por